sábado, 31 de março de 2012

Rua das Caixas ? - Novo nome da Rua S.Vicente

Como todos sabem a Rua S.Vicente tinha somente 1 Caixa, antes das obras.(Inicio até ao largo Júlio de Lima)
Com as obras enquadradas no PERU , e no âmbito do Programa "Regenerar Braga", esta rua de S. Vicente "terá" no mínimo  12 Caixas de distribuição da EDP com 1,15 Mts de altura a ocupar os passeios agora existentes.
Esta Rua de S. Vicente situa-se  na Zona Histórica (Via do Ouro,XVIII, estrada Romana)



"...Os projectos de regeneração urbana de Braga “poderão representar uma mais-valia” para as zonas intervencionadas, reconhecem, à partida, utilizadores desses espaços. “Numa primeira análise, estou optimista e até admito que ajudem a mudar velhas mentalidades que ainda levam muita gente a pegar na viatura para andar apenas 500 metros entre a casa e o café”, comenta o responsável de uma pastelaria do Largo Senhora-a-Branca. Na Rua de S. Vicente, as expectativas centram-se no “efeito final” do arranjo de superfície no troço que será devolvido aos peões, com a esperança de que o comércio local obtenha vantagens da “boa publicidade” que vier a ser feita sobre o detalhe histórico de a artéria se situar no itinerário de saída da “Via do Ouro”. Na opinião de moradores, será até “útil” integrarem a Rua de S. Vicente em futuros circuitos de revisitação dessa estrada romana, conhecida por Jeira ou Via Nova, por onde escoou, até ao século II dC, grande parte do ouro que chegava a Braga, oriundo de minas em Ourense. Na eventual valorização dessa antiga particularidade viária da rua, o responsável de um café admite decorar o estabelecimento com referências à estrada da Jeira. ..." Site da CMB em http://www.aregenerarbraga.com/arquivo?article=3869-regeneracao-urbana-de-braga-podera-representar-uma-mais-valia




Estes são os "monstros" (EDP) que vierem ocupar os passeios existentes.(com 1,15 Mts Alt.)
Ainda falta colocar as caixas do Gás e Telecomunicações, que grande confusão, na Rua S. Vicente? 
De quem a responsabilidade EDP ?
Do dono da Obra C.M.Braga ?  

Nº 68


Nº 66


Nº 64


Nº 62


Nº 60


Nº 58


Nº 56


Nº 54


Nº 51


Nº 50


Nº 48


Nº 46


Nº 44


Nº 42


Nº 40


Nº 38


Nº 36


Nº 34A


Nº 34


Nº 32


Nº 30


Nº 28


Nº 26


Nº 24


terça-feira, 27 de março de 2012

Sete Fontes - S. Vicente , Braga


As Sete Fontes remontam à época da invasão romana da península Ibérica, nomeadamente da fundação de "Bracara Augusta", como testemunham algumas escavações arqueológicas.


O actual sistema foi construído por ordem do então Arcebispo de Braga, D. José de Bragança, no século XVIII.


A obra abasteceu Braga até 1913, quando a água do rio Cávado chegou até aos reservatórios de Guadalupe.


Em 1934 o caudal do antigo sistema foi estimado em 500 000 litros por dia.


A maioria das fontes, fontanários e chafarizes da cidade ainda são abastecidas por este sistema.


Encontra-se classificado como Monumento Nacional desde de 29 de maio de 2003.


Fonte : .wikipedia                 http://pt.wikipedia.org/wiki/Sete_Fontes_de_S._Victor

domingo, 25 de março de 2012

Regenerar Braga e a primavera da Cidade - Artigo de Ricardo Pereira da Silva


Na Praça Alexandre Herculano, conhecida como Largo dos Penedos, a regeneração avançou, inicialmente, na Rua de S. Vicente, por onde passava a Via Nova e retirou o trânsito automóvel desta artéria,  aproveitando para compor as canalizações ali existentes. Precisamente neste local, a propósito de canalizações, surgiram as condutas de pedra do sistema de abastecimento de água das Sete Fontes. Ora, sabendo que as Sete Fontes são hoje Monumento Nacional, este achado é uma extensão desse monumento que, uma vez que a rua ficará inibida de trânsito, poderia e deveria ser musealizado. Numa altura em que os comerciantes e moradores veem com receio a retirada do trânsito automóvel, muitos destes sugeriram que a conduta de água fosse tratada e colocada à fruição pública, como ponto histórico de atração turístico, que convidasse bracarenses, turistas e outros curiosos a conhecer um pouco da História da Água, da profissão dos “agueiros”, dos sistemas construtivos de proteção às condutas e à qualidade da água.
A JovemCoop apresentou ao Sr. Presidente da Junta de Freguesia de S. Vicente um documento que apontava a necessidade e as mais valias para se proceder à musealização. Sabemos que o documento foi entregue nos serviços camarários para se proceder a uma avaliação.
Ora, o nosso espanto foi descobrir pelos órgãos de comunicação social que a CMB não irá proceder a qualquer musealização desta conduta (lembramos que a intervenção ainda vai no início e que ainda há um enorme troço de canalizações históricas dali até ao largo dos Penedos que podia ficar visível e musealizada) e que não recebe lições de preservação do património de ninguém. Além da clara falta de cultura democrática, aquilo que a CMB se deveria orgulhar é precisamente pela cidade e os cidadãos contribuírem com ideias, pois mal está a cidade em que os cidadãos não participam e que os executivos políticos vivem fechados sobre si e sobre as suas ideias.
Além de que é um claro contrassenso, em ano de Capital Europeia da Juventude, que as instituições do projeto ligado à CMB apelem à participação dos Jovens, apelem à cidadania, rubriquem no programa oficial atividades como as que a JovemCoop tem vindo a desenvolver (nomeadamente Curso da História da Cidade de Braga, Caminhadas por vias romanas, percursos interpretados pelo Barroco de Braga, desenvolvimento de sinalética interpretativa para monumentos) e depois a autoridade máxima do executivo afirma que não recebe lições de ninguém. Não são lições, são contributos e partilhas.


Extracto da crónica,

Nº 22


Nº 20


Nº 18


Nº 16


Nº 14


Nº 12


Nº 10


Nº 8


Nº 6


Nº 4


Nº 2


S.Vicente - Largo dos Penedos


http://www.youtube.com/watch?v=kA_lgNdprw8

78º Aniversário Junta Freguesia S. Vicente


Rua S.Vicente -Braga


quinta-feira, 22 de março de 2012

Todos os caminhos vão dar a Bracara Augusta pelo Castro Máximo até Dume

Todos os caminhos vão dar a Bracara Augusta - O Caminho do Castro Maximo até Dume

Bracara from Augustus



18-03-2012
09h30 / 13h00
O Cursus Publicus romano - designação que congrega os itinerários e as estrtuturas de apoio na época romana - ganha maior expressão através das grandes vias que, ao longo dos séculos, foram...
18-03-2012
09h30 / 13h00 Com o apoio da Jovemcoop ( 





Foi no passado Domingo 18.03.2012 , este passeio histórico cultural com paragem na nossa Rua S.Vicente  ( frente à galeria subterrânea ) Braga.









Quantos passeios históricos culturais se fizeram até hoje por estas vias ?
Atenção vai dar no Porto Canal !







VIA NOVA - Itinerário XVIII (18)
Braga (BRACARA) - Gerês - Astorga (ARTURICA) - Via Nova   CCXV milhas - 318.5 Km
no inicio da Av. Central, onde apareceu também uma ara dedicada aos Lares Viales, e seguia pela actual Rua de Chãs e depois pelo caminho que passa na Qta. do Igo e em Vila Aldos, a leste de Dume, em direcção ao Cávado)

quarta-feira, 21 de março de 2012

Rua Júlio de Lima 2

Júlio de Lima

Rua Júlio de Lima


Nº 93


Nº 91


Nº 89


Nº 87


Nº 85


Nº 83