quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Mais um assalto legal em S. Vicente. Braga



"Mais um assalto em Braga, legal"

Partilho porque também diz respeito à Freguesia de S.Vicente e seus moradores, havia um slogan É Bom Viver em Braga.O centro histórico ficará certamente despovoado e depois poderão fazer do mesmo uma cidade à Sec.XXI, prédios cada vez mais prédios, modernos cheio de gente 'culta'... O subsolo esta nas mãos de particulares, agora as nossas ruas, falta pouco para nos tomarem as nossas casas por tostão e sermos empurrados a viver nos arredores. É isto Regenerar Braga ?

Partilha de Rui Ferreira - Braga Maior
Algumas ruas de S. Vicente :
 Rua de S. Barnabé
Praça Alexandre Herculano
Rua de S. Vicente
Rua Dr. Júlio Lima
Rua do Burgo
Rua Dr. Domingos Soares (até ao entroncamento com a Rua Conselheiro Januário)
Avenida General Norton de Matos
Rua Custódio Vilas Boas
Praça da Galiza

"Parcómetros em 90 ruas: confira a lista completa em Braga Maior 
A lista de ruas que vão passar (ou já estão) a estar sujeitas a estacionamento pago"





Creditos de Rui Ferreira : https://www.facebook.com/photo.php?fbid=525447327475927&set=a.459466117407382.100272.100000319935605&type=1&theater



terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Moletinhos de São Vicente - Braga 22.01.2013




Moletinhos de São Vicente - Braga





Iconografia de São Vicente



Iconografia de São Vicente

Palma – entre os romanos, o ramo da palma era tradicionalmente o símbolo da vitória. Vicente é o que vence a morte. Este significado foi incorporado na iconografia cristã como símbolo do triunfo do martírio sobre a morte.
Auréola e Resplendor – indicativos da santidade de vida.
Cor vermelha – alusão ao sangue derramado no martírio.
Dalmática – veste própria dos diáconos direita até aos joelhos, aberta dos lados e com mangas largas e curtas.
Alva – veste branca, indicativa de pureza, utilizada por todos os ministros do altar.
Caravela – Símbolo da barca que trouxe do Promontório Sacro do Algarve para Lisboa, em 1173, os restos mortais de São Vicente.
Corvos – Aves que permitiram que o corpo de São Vicente ficasse intacto após o seu martírio, impedindo que animais necrófagos se aproximassem do seu cadáver e que acompanharam o corpo do santo aquando da translação dos restos mortais para Lisboa.

Partilha de Ariana Almendra



segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Cumpriu-se a tradição a fogueira que evoca o martírio do Santo




Partilha de Ariana Almendra 21.01.2013

Manda a tradição que no adro da Igreja de São Vicente se faça a tradicional fogueirinha que evoca o martírio do Santo. Por algumas horas os vicentinos saem à rua e São Vicente transforma-se numa aldeia, onde se canta e dança, com enorme alegria. Juntam-se os amigos e conhecidos, canta-se, dança-se, conversa-se… por algumas horas o adro fica transformado num “enorme e quente abraço Humano”… no interior da igreja os fiéis entregam as “velinhas” ao Santo pedindo proteção para as suas crianças… Por algumas horas, São Vicente vira uma grande “aldeia dentro da cidade”.


Irmandade do Mártir São Vicente inaugura mostra do futuro Núcleo Museológico.



Irmandade do Mártir São Vicente inaugura mostra do futuro Núcleo Museológico.
20.01.2013
Irmandade do Mártir São Vicente inaugura mostra do futuro Núcleo Museológico.

A Irmandade do Mártir São Vicente inaugurou hoje, nas instalações da Igreja, uma mostra daquilo que será o futuro Núcleo Museológico da Irmandade. Na inauguração estiveram presentes, além dos Corpos Gerentes da confraria, presididos pelo Juiz, José Pinto, o Cónego José Paulo Abreu, Vigário Geral e responsável pelo Instituto de História e Arte Cristã da Arquidiocese de Braga e, no final da Eucaristia das 12h, o Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga. Nesta primeira mostra os vicentinos e todos interessados poderão admirar um importante espólio artístico, pertencente à Irmandade do Mártir São Vicente que tem já mais de 400 anos de história. O objetivo desta mostra é, por um lado, dar a conhecer todo o espólio que constituirá o futuro museu, como também, alertar a consciência de todos para a necessidade e importância da preservação do património, de forma a preservar a História da Irmandade, que conta com mais de quatro séculos.
Além de todo o espólio artístico, a Irmandade, aproveitou ainda, para expor alguns livros pertencentes ao espólio documental da mesma, fundamentais na reconstrução da sua História e que estão já a ser trabalhados.
A constituição de um Museu em espaço próprio constitui um dos objetivos dos novos Corpos Gerentes, eleitos em Junho de 2012 e que, esta mostra vem agora dar sentido a esse objetivo, estando já a mesma a trabalhar no sentido da angariação de fundos e execução e um projeto de recuperação da igreja que será submetido ao QREN.

Ariana Almendra
Secretária da Mesa Administrativa


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Uma partilha através do ASPA - Sete Fontes






Por ser um assunto muito caro a todos aqui na Rua S. Vicente Braga (pois passava nesta rua a galeria de abastecimento de agua à cidade de Braga, das Sete Fontes e foi "destruída" com as obras Regenerar Braga 2012) e a todos os Bracarenses enquanto cidadãos no exercício da cidadania, aqui partilhados através deste artigo do ASPA publicado na imprensa DM dia 14JAN2013, a fim de conheceremos melhor 'os lados' da defesa do património.

http://4.bp.blogspot.com/-vFS3FeQYGOg/UPRoNk33vQI/AAAAAAAAAvU/b21HyKCpZ2U/s1600/dm130114-homenagem+Jacinta.jpg

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Estando ao lado dos cidadãos, apostando no património ,...



Quando se acredita nos cidadãos residentes, na verdadeira 'reabilitação' não destruindo património, e 'semeando' cultura os resultados são estes,..



O Centro Histórico de Guimarães é um dos lugares classificados como Património da Humanidade que os turistas mais recomendaram a nível mundial. A informação consta de um estudo realizado pelo famoso site de viagens «TripAdvisor», em colaboração com a UNESCO.





Para manter vivas as memórias,..os 'nossos' largos.



Para manter vivas as memórias,..os 'nossos' largos.



sábado, 5 de janeiro de 2013

INTERIORES CIVIS PINTADOS EM BRAGA - Uma partilha ASPA


Quando desconhecemos o valor de partes de um edificado devemos tomar iniciativas que visam acautelar o próprio património,...


...Em 1981 o Museu dos Biscainhos e a ASPA apresentaram uma exposição pioneira, organizada por Jorge Curado, sobre Interiores Civis Pintados de Braga.
Tratou-se de uma primeira amostragem de um levantamento das pinturas ornamentais existentes de paredes e tectos de casas bracarenses que aquelas duas instituições estavam a realizar.
Até aquele momento tinham sido inventariadas 42 casas do concelho de Braga, abrangendo as pinturas um período que ia da 2ª metade do sec XVIII até aos anos 50 do sec XX, representando motivos variadíssimos, muitas vezes reproduzindo paisagens locais.
Pretendia-se contribuir para a preservação e estudo daquelas pinturas e alertar para a possível destruição, sem qualquer registo, de algumas casas com interiores decorados, já que algumas apresentavam um avançado estado de degradação.
Destruídas já foram as pinturas do palacete Matos Graça e fortemente ameaçadas encontram-se as do Salão Egípcio, pelo qual a ASPA muito tem lutado, agora de novo em foco através de uma exposição fotográfica da responsabilidade de Fernando Mendes e Luís Machado, a quem felicitamos pela iniciativa, patente na galeria Só Arte, na rua de S. Marcos, 104, onde também se podem recordar os magníficos espaços interiores do desaparecido Ateneu de Braga.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

VIA XVIII(Romana), RUA S. VICENTE, BRAGA. - Porta Pormenor



Foto pormenor porta rua S. Vicente Braga.2012.



A Freguesia de S. Vicente com mais património classificado.



Pela amiga Isabel Caldeira chegou uma Noticia Boa.

A Freguesia de S. Vicente com património classificado. (A Igreja do Carmo e o edifício do antigo Convento Carmelita)

Classificação do Património - Novos Diplomas de Classificação e de fixação de ZEP
Nos últimos dias de 2012, o património de Braga passou a contar com mais monumentos de interesse público.
Do Estádio 1º de Maio já muitos falaram, mas é preciso também referenciar a

Igreja dos Terceiros - http://dre.pt/pdf2sdip/2012/12/248000001/0001500015.pdf

Igreja do Carmo e edifício do antigo Convento Carmelita
- http://dre.pt/pdf2sdip/2012/12/252000002/0005700058.pdf